Pesquise no Blog

Soneto Deformado

Do rabisco fez-se o risco

E das letras as palavras

Como elos da corrente

Que nos lava a própria alma.

 

Fez-se canto o meu encanto

Que a ti dei de presente

Como hino de saudade

Que cantamos aos ausentes.

 

Posto marca, posto brilho

De amor e de paixão

Seguindo nosso trilho

 

Sendo sonho e emoção

Como sombra de desejos

Tatuando o coração.

2 comentários:

.Sala de Visitas disse...

Poeta Xico,
nós da Sala nos sentimos honrados
por tê-lo conosco.
Lindo Poema este postado aqui.

Francisco Teixeira Xico Branco disse...

A honra é toda minha em poder estar entre pessoas tão talentosas e sensíveis...

Abraços do Xico.